Você Sabia?

Existem diversas formas de poluição do meio ambiente, algumas muito evidentes e outras nem tanto. Nesta última categoria, destaca-se a poluição atmosférica, cujos sinais podem não ser facilmente perceptíveis. Em geral, as fontes de emissões atmosférica mais notáveis são as pontuais, como as chaminés de indústrias, porém diversas outras fontes também contribuem para a poluição, como queimadas e combustíveis fósseis (utilizados em veículos e geração de energia).

No mundo, estima-se que cerca de 7 milhões de mortes prematuras estão associadas à poluição do ar por material particulado fino. A maioria dos casos ocorrem em áreas urbanizadas, as quais concentram a maior parcela população em áreas relativamente pequenas. Dentre as consequências desta forma de poluição estão a asma, infecções respiratórias, hipertensão arterial, doença cardíaca e pulmonar e câncer. Cidades desenvolvidas, em desenvolvimento, grandes e pequenas estão registrando níveis alarmantes de poluição atmosférica. Tal fato denota que apenas as formas de controle de fim de tubo, embora contribuam para a minimização do problema, não resolvem por si só os problemas relacionados às emissões atmosféricas, principalmente considerando a crescente tendência de urbanização e de aumento populacional.

Segundo relatório das Nações Unidas, uma das formas para enfrentar o problema tem sido o monitoramento da qualidade do ar e divulgação dos dados para a sociedade, como ocorrido na Bósnia e Herzegovina, segundo país do mundo com mais mortes registradas devido à poluição do ar. Por lá, com estas medidas, o assunto, até então negligenciado, se tornou mais relevante e discutido, aumentando o desejo por melhorias. Apesar da visibilidade, ainda são necessárias medidas efetivas de combate à poluição, cujos entraves podem estar associados à capacitação técnica e empenho político na solução dos problemas.

Apesar de silenciosa, a poluição atmosférica gera prejuízos estrondosos à economia, ao meio ambiente e à população. Vimos que uma importante ferramenta de combate à poluição é a informação e o monitoramento da qualidade do ar! Caso queira saber mais sobre formas de produção mais limpa e como minimizar as emissões atmosféricas, entre em contato com CIMO Engenharia e Soluções Ambientais.

Fontes: http://web.unep.org/ourplanet/december-2017/articles/towards-zero-pollution-cities

https://www.unenvironment.org/news-and-stories/story/coming-clean-air-bosnia-and-herzegovina